Maratona de Cartas | Resultados da iniciativa

     Recebemos notícias da Amnistia Internacional, dando-nos conta do impacto da Maratona de Cartas, iniciativa à qual também se associaram alunos, professores, assistentes operacionais e administrativos da EB António Correia de Oliveira e da EB de Apúlia.

Eis o que foi conseguido até ao momento:

“Apesar das contagens globais estarem apenas concluídas no final de fevereiro, importa salientar que já se somam mais de 3 milhões e 400 mil cartas em todo o mundo! De Portugal, a participação não poderia ter sido mais positiva: ultrapassamos o recorde de 2015, através do envio de 265 189 cartas!! Quase mais 100 mil que no ano anterior!!!

As expectativas foram completamente ultrapassadas e só foram possíveis com a participação de mais 175 escolas, mais de 8 Universidades e Institutos Politécnicos, 24  estruturas da Amnistia Internacional espalhadas pelo país, 9 Associações e entidades e milhares de pessoas que, individualmente, arregaçaram mangas e assinaram e divulgaram a Maratona de Cartas!

Assim, em 2016, foram enviadas:

  • mais de 60 mil cartas para a Casa Branca, num total de 1 101 252 de cartas enviadas de todo o mundo, no âmbito da campanha Pardon Snowden; 
  • mais de 65 000 cartas a apelar pela libertação imediata de Shawkan (que foi um dos quatro galardoados com o prémio da Liberdade de Imprensa do Comité Internacional para a Proteção de Jornalistas);
  • mais de 63 mil assinaturas a apelar que Eren Keskin não seja detida.

As milhares de assinaturas  destinadas ao Presidente do Malawi cumpriram já a sua missão: foi já criado um sistema legal de proteção a todos os albinos no país, e instamos agora a que seja feito um policiamento e um cumprimento da lei de forma eficaz. Ajudam-nos nessa tarefa já mais de 73 mil pessoas que assinaram o nosso apelo!”

O contributo da comunidade educativa do nosso Agrupamento para a defesa dos direitos destes cidadãos deixa-nos orgulhosos!

 

 

Maratona de Cartas | Amnistia Internacional

   A Escola Básica António Correia de Oliveira não poderia deixar de se associar à Maratona de Cartas, uma iniciativa da Amnistia Internacional.

    Seguiram hoje, via correio, as cartas que todos os alunos do 2.º e 3.º ciclos, professores e assistentes operacionais assinaram relativas aos quatro casos adotados este ano. Tratou-se de um singelo, mas, acreditamos, significativo contributo para a luta pelo fim das violações de direitos humanos.

    Também poderá contribuir para esta causa, faça parte deste movimento e ASSINE!