Rostos sem história – os Direitos da Criança

Na disciplina de Oferta Complementar, Educação para a Cidadania, em articulação com a Biblioteca Escolar, os alunos do 7.ºB desenvolveram o projeto “Rostos sem história – os Direitos da Criança”, a partir das obras Onde as crianças dormem, de James Mollison, O sonho de Tuta Tomés, de Helena Trigo Soares, da Carta dos Direitos da Criança, e de curtas de animação disponibilizadas pela UNICEF.

Em trabalho de pares, foram criadas biografias de dez crianças desconhecidas, cujas vidas imaginadas refletem um dos dez direitos da criança. (Ver guião de orientação do trabalho aqui.)

Partilhamos aqui as histórias dos dez rostos, com recurso à ferramenta digital Voicethread.

[Clicar sobre a imagem.]

Anúncios

“O Gato Maltês” | Leituras Animadas

O filme de animação “O Gato Maltês”  surge no âmbito da 7.ª edição do projeto Leituras Animadas, levada a cabo o ano letivo transato. Este filme é o culminar de um  trabalho de promoção de leitura associada às expressões plásticas que implicou a articulação entre biblioteca escolar (professor Rui Santos), alunos do 3.º ano da EB de Esposende e docente titular de turma, Maria José Martins.

Sob orientação dos professores envolvidos, os alunos produziram coletivamente a narrativa, criaram as ilustrações, os cenários e as personagens e deram voz a este filme:

 

Concurso de Poesia – Dia Namorados 2016

C.JUVENTUD_.N_layout

…..

És um(a) apaixonado(a)?

Gostas de criar Poemas de Amor e fazer ilustrações ?

Queres dar a conhecer os teus trabalhos e ver reconhecidas as tuas capacidades poéticas e plásticas?

Então, participa no Concurso de Poesia Dia dos Namorados, promovido pela Casa de Juventude.

Consulta o Regulamento do Concurso aqui.

“Não era uma bruxa qualquer”

    “Não era uma bruxa qualquer” é um filme que resulta do trabalho de articulação entre as áreas disciplinares de educação visual, educação tecnológica, cujos professores, Paula Soares e Rui Santos, respetivamente, orientaram os alunos do 8.º B no processo de ilustração, animação e produção do filme, os alunos do 4.º ano do Centro escolar de Fão que, acompanhados pela professora Sónia Eiras, redigiram o texto, e a biblioteca escolar.

  Este trabalho, realizado ao longo do ano, contou ainda com a colaboração da ilustradora esposendense Joana de Rosa, que orientou um workshop sobre ilustração com os alunos do 8.º ano, e com o professor Miguel Pimenta que apoiou na produção do filme.

     A equipa da biblioteca escolar agradece a todos os envolvidos na concretização deste trabalho, apreciado pelo júri do festival de cinema de Portel, “Castelo em Imagens”, concurso a que foi submetido, sem, no entanto, ter sido premiado.

Histórias da Ajudaris 2015

top_ajudaris2015

     A Ajudaris é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) com estatuto de utilidade pública. As Histórias da Ajudaris são um dos seus vários campos de ação, tendo por grandes objetivos:

. Fortalecer hábitos de leitura e escrita;
. Promover a inclusão e a integração social através da arte;
. Despertar a solidariedade;
. Aproximar a escola das famílias e da comunidade;
. Fomentar a interação entre gerações;
. Impulsionar o voluntariado.

     O Projeto Histórias da Ajudaris, criado em 2009, concretiza-se a partir da edição de livros escritos por crianças para crianças, colhendo a inspiração em temas como a cidadania, os afetos e o ambiente. Assim, vários estabelecimentos de ensino e ilustradores solidários participam na ilustração do mundo dos contos criados pelas crianças, através do seu envolvimento em workshops, exposições e outras atividades, de que se destaca o concurso Histórias da Ajudaris.

     A 7.ª edição do concurso Histórias da Ajudaris obedece ao tema Valores e decorre até 30 de abril, contando com o apoio da Rede de Bibliotecas Escolares e do Plano Nacional de Leitura.

     As escolas que pretenderem participar neste concurso deverão inscrever-se até 15 de fevereiro de 2015, através do preenchimento do formulário disponível on-line.

Consulte o regulamento aqui.

[via RBE]

“Sebastião e Clarinha à descoberta de Esposende”

   A apresentação da Narrativa Turística infantojuvenil “Sebastião e Clarinha à descoberta de Esposende”, concebida por alunos e professores das escolas EB 2,3 António Correia de Oliveira, EB I de Apúlia, EB das Marinhas, EB I Baixo Neiva e Sementes de Liberdade, sob coordenação da Câmara Municipal, teve lugar, ontem, no Auditório Municipal de Esposende.

     A sessão de apresentação integrou uma leitura encenada da referida narrativa, protagonizada por alguns dos alunos envolvidos na sua construção e pelo Grupo Infantil dos Sargaceiros da Casa do Povo de Apúlia, e as intervenções dos professores Augusta Almeida e Hugo Dias e do Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira.

     Orgulhosa, não apenas do resultado final, mas também da dinâmica de trabalho e de aprendizagem que se criou em torno deste projeto colaborativo, a biblioteca escolar agradece aos alunos do 5.º H, às professoras Laurinda Novo, Adília Terra e Fátima Gomes, e aos pais e encarregados de educação o empenho, a dedicação e o trabalho excecional que desenvolveram.

     Seguem-se algumas fotografias que documentam algumas das iniciativas levadas a cabo no âmbito deste trabalho, nomeadamente a realização de visitas de estudo aos locais de património histórico de relevância, sob orientação da Dra Ivone do Museu Municipal, palestras e exposições e, a culminar, a participação em palco na leitura encenada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia a notícia no Correio do Minho.

“Sebastião e Clarinha à descoberta de Esposende” | Lançamento

convite_guia

 

     No próximo sábado, dia 7 de junho, pelas 11.00h, terá lugar, no Auditório Municipal de Esposende, o lançamento da Narrativa Turística Infantojuvenil “Sebastião e Clarinha à descoberta de Esposende”, obra de iniciativa do Serviço de Turismo da Câmara Municipal de Esposende e que contou com a colaboração dos alunos da turma H do 5.º ano da EB 2, 3 António Correia de Oliveira (orientados pela professora de Português, Laurinda Novo, e pela professora de HGP, Adília Terra) e de alunos da EB de Apúlia,  da EB das Marinhas e da EB do Baixo Neiva e ainda de Hugo Dias, da Escola Sementes da Liberdade.