Ciclo de cinema francês – 1.ª sessão 2014/2015

     O grupo disciplinar de francês, numa parceria com a biblioteca escolar, inicia, esta semana, um ciclo de cinema alusivo à língua e cultura francesas. A projeção de filmes franceses ou alusivos à França, que acontecerá na última sexta-feira de cada mês, visa essencialmente promover o gosto e o interesse pelo estudo da língua.

    A 1.ª sessão acontece já na próxima sexta-feira, dia 31 de outubro, pelas 14:30h, no auditório da escola, onde será exibido o filme “A Turma” (“Entre les murs”), um filme de Laurent Cantet, com  François Bégaudeau e Agame Malembo-Emene.

 

cartaz_a_turma_final

 

 Veja o trailer do filme:

Ciclo de cinema francês – 2.ª sessão

     Na próxima 6.ª feira, dia 28 de março, pelas 14.30h, no auditório da escola, o grupo disciplinar de francês, numa parceria com a biblioteca escolar, leva a efeito a 2.ª sessão de cinema francês, com a exibição da comédia “Micmacs à tire-larigot”, um filme de  Jean-Pierre Jeunet.

Trailer oficial do filme:

 

cartaz_micmacs a tire-larigot_II

Ciclo de cinema francês – 1.ª sessão

     O grupo disciplinar de francês, numa parceria com a biblioteca escolar, inicia, esta semana, um ciclo de cinema alusivo à língua e cultura francesas. A projeção de filmes franceses ou alusivos à França, que acontecerá na última sexta-feira de cada mês, visa essencialmente promover o gosto e o interesse pelo estudo da língua.

    A 1.ª sessão acontece já na próxima sexta-feira, dia 28 de fevereiro, pelas 14:30h, no auditório da escola, onde será exibido o filme “Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain”, um filme de Jean-Pierre Jeunet com Audrey Tautou e Mathieu Kassovitz.

cartaz_amelie_definitiva

Junta-te a nós e deixa que Amélie  mude também a tua vida!

Eis uma pequena amostra do que te espera:

O Clube dos Poetas Mortos

Hoje, pelas 14.15h, na Biblioteca Escolar, será projectado o filme O Clube dos Poetas Mortos.

Aparece!

Um dos mais sensíveis filmes do realizador australiano Peter Weir, O Clube dos Poetas Mortos trata de um grupo de jovens numa escola tradicional e conservadora, de New England, nos anos 50. Um novo professor de inglês (num dos mais memoráveis desempenhos de Robin Williams), com métodos pouco convencionais, vem abalar as convicções dos jovens estudantes. Estes são influenciados pelas ideologias liberais que os impelem a criar algo seu, de forma a deixarem uma marca própria no mundo. A poesia é assim a forma de expressão mais nobre dos sentimentos. Por todo o filme, vários são os apelos do professor para que os jovens não desperdicem cada dia. A expressão latina Carpe Diem, surge assim como o mote para uma história que relata não só esta filosofia, mas também a dificuldade de afirmarem os seus desejos futuros devido à imposição conservadora quer dos pais, quer da escola. O personagem Neil (Robert Sean Leonard) é o exemplo paradigmático  disso mesmo, apesar de ter o apoio do seu colega de quarto Todd (Ethan Hawke), acaba por se suicidar por não conseguir convencer o pai a aceitar o seu talento para o teatro (impondo-lhe a medicina).  Esta obra (…) foi nomeada para os Óscares nas categorias de Melhor Actor e Melhor Argumento Original. (Fonte: MagaCINE)